Fenômeno recente pode ter gerado uma quantidade de metal equivalente à massa total do planeta Terra!

Anéis, aros e pulseiras de ouro que muita gente costuma usar são resultado, possivelmente, dos fenômenos cósmicos mais espetacularmente violentos de que se tem notícia – pelo menos é isso o que aponta uma das maiores descobertas na história da astronomia.

Há alguns dias, telescópios terrestres foram capazes de observar e gravar o som da fusão de duas estrelas de nêutrones, o que aconteceu em uma galáxia distante, a 130 milhões de anos-luz da Terra.

10 Fatos Surpreendentes Sobre o Ouro - Cientistas fazem descoberta incrível de como o ouro surgiu no Universo

Esse marco científico dá abertura para uma nova era no estudo astronômico, além de proporcionar uma série de descobertas nunca antes imaginadas, entre as quais a origem enigmática do ouro no Universo.

A fusão entre essas duas estrelas de nêutrons acabou formando uma kilonova, fonte de enormes quantidades dos elementos mais pesados do Universo, como o ouro, a platina e o urânio.

Acredita-se que o fenômeno tenha dado origem a uma quantidade de ouro equiparável à massa total do planeta Terra. O grande protagonista dessa descoberta é o mítico telescópio espacial Hubble, que foi capaz de capturar imagens da kilonova na galáxia NGC 4993.

Comentários

Comentários

Share.