Duas salas secretas foram encontradas na famosa tumba de Tutancâmon, jovem faraó no Vale dos Reis, em Lúxor, no Egito.

A incrível descoberta foi anunciada pelo ministro das Antiguidades do Egito, “Mamdouh Eldamaty”. As câmaras secretas estavam escondidas por pinturas, atrás das paredes norte e leste da tumba. O achado ocorreu por meio de uma análise com raios infravermelhos realizada no fim de novembro, no túmulo de Tutancâmon. Os cientistas ainda não tiveram acesso às câmaras.

Para adicionar um ingrediente ainda mais interessante ao achado, um mapeamento feito pelo especialista em radares Hirokatsu Watanabu destacou a presença de metal e material orgânico nas salas. Por trás da parede norte foi detectada uma cavidade de até 1,5 metros de diâmetro e 2 metros de profundidade.

Tut II 2 - Encontradas duas salas secretas na tumba de Tutancâmon

A descoberta confirma, em parte, a teoria do egiptólogo britânico Nicholas Reeves. De acordo com ele, uma dessas câmaras poderia levar ao túmulo secreto da rainha “Nefertiti”.

Ela reinou de 1370 a 1330 a.C. e foi a esposa principal do faraó “Aquenáton”. Eles ficaram conhecidos por promoverem uma revolução religiosa pela adoração de apenas um deus, Áton. O casal também conduziram o reino em seu período mais próspero.

Mesmo de depois de 94 anos após a descoberta da tumba, ela ainda nos trás muitos mistérios.

Comentários

Comentários

Share.