Com o olfato 100 vezes mais poderoso que o nosso, elas são capazes de identificar compostos associados a doenças no hálito.

As abelhas têm o olfato 100 vezes mais poderoso que o nosso, o que significa que, mesmo a alguns quilômetros de distância, elas podem sentir o cheiro de uma flor, ou de sua Fanta Uva. Cientistas sabem que os bichinhos conseguem até identificar câncer através do seu cheiro. E a artista portuguesa Susana Soares criou um aparelho que pode facilitar o uso dessa habilidade das abelhas em exames. De acordo com Soares, as abelhas podem ser treinadas facilmente para reagir a um cheiro, através de um sistema de recompensa.

Abelhas podem ser usadas para diagnosticar câncer

Ao associar um certo aroma com um doce, por exemplo, elas voam em direção ao cheiro. Ao serem treinadas para identificar sinalizadores do câncer no hálito de pacientes, elas iriam de encontro à fonte do cheiro. Mas nem todo mundo se sente confortável com abelhas voando em direção a sua boca. Por isso, a artista criou uma série de recipientes de vidro especiais.

O paciente sopra para dentro deles, através de um bocal, e, se as abelhas em seu interior forem em direção a ponta do tubo, significa que elas reconheceram o cheiro. Uma série de recipientes de diferentes formatos ajudariam a eliminar o fator “coincidência” do exame. Segundo a artista, que baseou o trabalho em pesquisas científicas, as abelhas poderiam diagnosticar tuberculose, câncer de pulmão, de pâncreas e também diabetes.

Abelhas podem ser usadas para diagnosticar câncer

Por enquanto o aparelho está em fase experimental e mais testes são necessários antes que o invento seja usado em hospitais. Mas é uma alternativa de baixo custo e baixa manutenção, que pode colaborar com o diagnóstico de câncer em estágios iniciais, principalmente em regiões que não têm acesso aos mais modernos aparelhos médicos.

Comentários

Comentários

Share.