Pesquisadores acreditam que aumentando o nível de uma enzima natural no organismo pode prevenir a morte celular e levar a uma vida mais longa e saudável.

A proteína telomerase ajuda a manter as pontas protetoras ao final dos cromossomos, os telômeros, que agem como cadarços que evitam que eles “desamarrem”, destruindo a célula. Enquanto envelhecemos e nossas células se dividem a informação do tamanho do telômero é passada para a nova célula com um “prazo de validade” mais curto. As pontas dos cromossomos tornam-se cada vez mais curtas e frágeis que finalmente a célula morre. Portanto os cientistas pensam que aumentando os níveis naturais de telomerase pode rejuvenescer as células.

Cientistas chegam mais perto do elixir da juventude

Uma equipe do Centro Espanhol de Câncer, em Madri, testou a teoria em rados e descobriu que aqueles que foram produtos da engenharia genética produziam 10 vezes mais do que os níveis normais de telomerase e viviam 50% mais do que o normal. Maria Blasco, a cientista que liderou a pesquisa, disse que a enzima era capaz de transformar “uma célula normal e mortal em uma célula imortal”.

Ele disse também que estava otimista que uma abordagem similar levaria finalmente à maior expectativa de vida. Porém, apesar de ser possível “atrasar o envelhecimento de ratos e aumentar a sua expectativa de vida, eu penso que é muito difícil extrapolar dados sobre o envelhecimento de ratos para humanos”.

Cientistas chegam mais perto do elixir da juventude

Um dos problemas em aumentar os níveis de telomerase é o risco maior de câncer. As células se reproduzem indefinidamente com a proteína, portanto há mais chance de mutações genéticas que levem a desenvolver a doença. Mas isto poderia ser controlado. Segundo Maria os roedores com maiores níveis de telomerase também viam benefícios na saúde associados com a juventude como menos gordura subcutânea e melhor tolerância à glicose.

Comentários

Comentários

Share.