A Lua é o nosso satélite natural, sendo indispensável para a manutenção da vida na Terra. Podemos visualizar a Lua graças à luminosidade proveniente da nossa estrela, o Sol, visto que a Lua não emite luz própria.

Quando notamos a sua tímida presença no céu noturno temos a sensação de que ela muda de forma. Tal ocorre porque a Lua não permanece estacionária no espaço; ela permanece em órbita ai redor do nosso planeta. Essas alterações de forma da Lua que observamos recebe o nome de fases (da Lua).

Para os leigos, a Lua altera a sua fase a cada semana, e essa mudança depende da posição que está em relação à Terra e ao Sol. As fases da Lua são: cheia, minguante, nova e crescente. Bom, realmente é muito agradável analisar toda a beleza da Lua, mas o leitor já parou para pensar como seria a vida se não existisse Lua? Ou será que nem vida existiria se alguém destruísse a Lua?

giphy 1 - E se a lua desaparecesse?

Para começar, as marés iriam desaparecer decorrentes da gravidade da Lua. O nosso planeta tem 70% da sua superfície coberta por água líquida em forma de mares e oceanos, e a Lua exerce uma força de atração gravitacional sobre a crosta líquida, deformando-a e produzindo oscilações cíclicas associadas à rotação da Terra com uma frequência aproximada de meio dia.

Claro que o Sol também influência os oceanos, mas não tanto como a Lua. Sem a presença do nosso satélite natural, a Terra ainda teria marés, mas muito fracas. Sem as marés lunares, as correntes oceânicas iriam ficar fracas e as águas tenderiam a estancar-se.

Moon front view Clementine dataset - E se a lua desaparecesse?

Seguidamente, perderíamos o eixo de rotação estável, pois o movimento da Lua ao redor da Terra está sincronizado, o que significa que o satélite leva o mesmo tempo para girar em si mesmo do que para girar ao redor da Terra. O movimento orbital da Lua ao redor da Terra estabiliza o eixo de rotação, mantendo a inclinação fixa em cerca de 23 graus em relação ao plano de sua órbita.

Por fim, muitas espécies e plantas terrestres iriam desaparecer. Um dos efeitos imediatos seria o desaparecimento da própria luz solar refletida pela Lua, o que iria alterar os ritmos biológicos de muitas espécies de animais e vegetais que evoluíram e se adaptaram sob a presença cíclica da luz lunar. Se as marés lunares desaparecessem, afetaria também as espécies adaptadas aos fluxos e correntes marinhos, como as que vivem nas costas às quais o fluxo das marés leva os nutrientes.

Comentários

Comentários

Share.