Produto deve chegar ao mercado daqui a três anos.

A China viu, há 2 mil anos, o nascimento do papel tal como o conhecemos atualmente. Hoje, é o berço de uma invenção nova e revolucionária: um papel capaz de resistir aos efeitos da água e suportar uma temperatura superior a 200ºC. Seus criadores fazem parte de uma equipe de pesquisa do Instituto de Cerâmica de Xangai.

O líder do projeto, Zhu Yingjie, afirma que, embora existam papéis capazes de manter intacto um texto impresso após ser molhado e aguentar temperaturas altas, nenhum reunia as duas qualidades de uma só vez. Esse material inovador é composto por nanopartículas de hidroxiapatita, um tipo de cálcio encontrado em ossos e dentes e que é geralmente utilizado para uma melhor preservação de obras literárias.

DSC 1847 - Finalmente criaram um papel resistente à água e ao fogo

Depois de 8 anos de pesquisa, espera-se que em aproximadamente 3 anos esse novo tipo de papel possa ser lançado no mercado.

Comentários

Comentários

Share.