Uma família conseguiu enganar os nazistas há mais de 70 anos, de acordo com um achado de funcionários do Museu de Auschwitz, na Polônia.

O começo deste mês, foi anunciada a descoberta de um fundo falso em uma caneca, que escondia um brinco e um colar. Provavelmente, uma artimanha para enganar os nazistas e evitar que levassem o pertence de algum dos prisioneiros do campo de concentração da Segunda Guerra Mundial.

Testes nas joias revelaram ouro 583, usado na Polônia, entre 1921 e 1931. Representantes do museu acreditam que não será possível identificar o dono das joias, pois não há nenhuma marca de identificação. O museu possui mais de 12 mil peças na coleção de artigos de cozinha, que inclui copos, potes, tigelas, chaleiras, jarras e louça.

auschwitz entrance - Fundo falso de caneca achada em Auschwitz revela truque para enganar nazistas

Não é a primeira vez que objetos de valor são revelados tanto tempo depois em meio a achados de vítimas do Holocausto, de acordo com funcionários do museu. O fato indica que esses itens representavam uma esperança para esses prisioneiros, que viam neles um sinal para a sua sobrevivência.

Estima-se que em Auschwitz-Birkenau morreram 1,1 milhão de pessoas durante o Holocausto, a maior parte eram judeus, mas havia também poloneses, ciganos, ucranianos, franceses e soviéticos.

Comentários

Comentários

Share.