Costuma-se acreditar que as habilidades náuticas da antiga civilização egípcia se limitavam à navegação do rio Nilo e ao comércio com aldeias vizinhas. Será?

Descobertas recentes indicam que suas expedições foram muito mais ousadas do que se imaginava. No Parque Nacional do Vale do Caçador, localizado no norte da cidade australiana de Sydney, foi encontrada a prova de que os egípcios podem ter chegado à Oceania há mais de 2.500 anos.

Em 1900, foram achados, na Austrália, 250 hieróglifos egípcios, mas a descoberta permaneceu oculta até meados do século passado, e as escritas não foram decodificadas até 2012. Os hieróglifos relatam as peripécias de um nobre egípcio, Djes-Djes-Eb, que naufragou no distante litoral australiano. As informações permitem datar as inscrições à época da IV Dinastia do Antigo Império.

1200px Relief of Hatshepsuts expedition to the Land of Punt by Σταύρος - Hieróglifos egípcios são encontrados na Austrália

O pesquisador Mohamed Ibrahim, codiretor do Instituto Yousef Abd’el Hakim Awyan e especialista em hieróglifos, confia na veracidade da descoberta e afirma que, nas inscrições, é possível observar expressões linguísticas e gramaticais que não foram desvendadas até 2012.

Também foram encontrados na região amuletos, estátuas, escaravelhos sagrados e uma pedra onde está representado o símbolo egípcio de Áton.

Comentários

Comentários

Share.