Às vezes, edifícios abandonados simplesmente parecem assustadores, mas na verdade, eram o lar de alguma fábrica chata, ou algum processo industrial benigno. A história do hospital Beelitz Heilstätten, no entanto, faz jus a sua aparência obscura.

Construído em 1898, este complexo hospitalar em desuso de aproximadamente 60 prédios está localizado no distrito de Beelitz Heilstätten, em Berlim. Entre 1898 e 1930, o complexo serviu como um sanatório para doenças pulmonares, abrigando geralmente aqueles com condições então fatais, como a tuberculose. Durante a primeira guerra mundial, serviu como um hospital de campo que tratou as primeiras vítimas de armas como metralhadoras e gás mostarda, novidades na época.

beelitz heilstatten hospital germany operating room - O assustador hospital abandonado de Hitler

Durante esta época, ele também tratou um jovem soldado com o nome de Adolf Hitler, que tinha sido cegado por um ataque de gás britânico e ferido na perna na batalha do Somme. Ironicamente, essas experiências e seu tratamento bem sucedido definiriam o cenário para o hospital para mais uma vez ser usado como um hospital militar de campanha, tratando feridos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. Ocupado pelos russos em 1945, ele serviu como um hospital militar soviético nos próximos 50 anos, até 1995, muito tempo depois da queda do muro de Berlim.

Beelitz Heilstätten sanatorium urbex berlin germany 19 - O assustador hospital abandonado de Hitler

O hospital tratou desde membros do Partido Comunista até membros do governo da Alemanha Oriental, que foram enviados para lá depois de serem forçados a sair em 1990. Hoje, enquanto algumas pequenas seções do imenso hospital são usadas para a reabilitação neurológica e mal de Parkinson, a maioria do complexo, incluindo a unidade de cirurgia, o hospital psiquiátrico, e um campo de tiro, foi abandonada e deixada para a floresta circundante.

7borkfzu39zy - O assustador hospital abandonado de Hitler

Em 2002, foi utilizado como cenário para o filme de Roman Polanski “O Pianista”. Como nenhuma parte do complexo é guardada, o hospital é um local popular para a exploração urbana, adolescentes bêbados, e pessoas que gostam de lugares abandonados assustadores.

Comentários

Comentários

Share.