Memorando fala sobre naves alienígenas encontradas no Novo México.

Conhecido como “O Cofre” (The Vault), a biblioteca digital do FBI traz arquivos digitalizados de diversas épocas disponíveis para consulta pública. Tem documento a respeito de gângsteres, Segunda Guerra, máfia e, especialmente, sobre fenômenos sem explicação. O arquivo mais acessado do Cofre acirrou a discussão a respeito da existência da presença alienígena na Terra: teria o Governo norte-americano realmente feito contato com seres de outros planetas?

maxresdefault 34 - O mistério do documento mais acessado do FBI

O documento é um memorando de Guy Hottel, chefe de operações de campo, dirigido a J. Edgar Hoover, diretor do FBI, e descreve uma misteriosa descoberta feita em 1950, no Novo México, apenas três anos depois do famoso Caso Roswell. “Um investigador da Força Aérea afirma que três supostos objetos voadores foram resgatados no Novo México. Os objetos foram descritos como tendo forma circular, centro elevado e 15 metros de diâmetro.

Cada um deles era ocupado por três seres humanoides com apenas 90 centímetros de altura e vestidos em tecido metalizado de fina textura. A vestimenta era similar àquelas que os pilotos profissionais usam em provas de corrida” De acordo com xxxx (nome riscado), o informante, os objetos voadores foram encontrados no Novo México devido aos radares de alta potência do Governo naquela área.

ovni aex 1750156 - O mistério do documento mais acessado do FBI

Acredita-se que o radar tenha provocado interferência no mecanismos de controle dos discos.” Com o rebuliço causado pelo memorando, o FBI teve que publicar uma nota explicando que Hoover havia descartado o memorando por se tratar de informação de terceiros (o famoso “disse-me-disse”). Para os amantes da teoria da conspiração, o descarte do memorando foi feito apenas para despistar o que realmente aconteceu. Fica o mistério.

Comentários

Comentários

Share.