O tiranossauro, um dos predadores mais temidos da história, não poderia correr em alta velocidade sem que suas pernas quebrassem por causa do seu próprio peso, afirma um estudo da Universidade de Manchester.

A descoberta quebra o imaginário construído por filmes de Hollywood em que o predador persegue pessoas e carros em alta velocidade.

Na verdade, os cientistas afirmam, o método de caça do tiranossauro consistia em emboscadas ou longas, mas lentas, corridas com outros dinossauros. Estudos anteriores já apontaram que o dinossauro poderia atingir até 72 km/h, mas o número causava controvérsia.

Cabeça Fóssil Tiranossauro Rex Wikimedia Commons - Por essa Hollywood não esperava: cientistas apontam que tiranossauro era incapaz de correr

Os cientistas da Universidade de Manchester criaram um modelo anatômico de um tiranossauro de 7 toneladas em computador e testaram o impacto em seu esqueleto provocado por uma locomoção em diferentes velocidades.

Eles descobriram que o esqueleto poderia suportar uma corrida, definida como ter os dois pés fora do chão ao mesmo tempo, mas que tal atitude causaria a quebra dos seus ossos.

Os pesquisadores afirmam que, na verdade, a velocidade máxima do temido predador seria algo em torno de 27 km/h. Para efeito de comparação, o corredor jamaicano Usain Bolt já atingiu a velocidade de 43 km/h.

Comentários

Comentários

Share.